Moral da história #1: PAI RICO PAI POBRE

Com muito prazer, iniciaremos a série de resenhas “Moral da história” com um dos maiores best-sellers do empreendedorismo. Praticamente, o dever de casa mais básico para quem deseja ter sucesso no mundo dos negócios e na vida.

O autor e protagonista da história, Robert Kiyosaki, conta que quando criança tinha duas grandes referências pessoais. Dois homens que além de o inspirar, considerava como pai: seu verdadeiro pai e o pai do seu melhor amigo.

Seu pai de sangue era um homem de classe média que seguiu certos “padrões sociais”, conquistando uma graduação e um cargo público. Porém, passou por dificuldades financeiras depois de se aposentar e por isso, foi intitulado de PAI POBRE.

Já o pai do amigo, não cursou nem o ensino médio, mas tinha uma visão empreendedora e se tornaria um dos homens mais ricos do estado da Bahia, portanto, PAI RICO.

A mensagem deixada pela obra remete que o dinheiro que você ganha, reflete seus pensamentos e sua vontade de crescer. Além disso, não foca na necessidade de gerar ativos, mas sim no saúde do seu fluxo de caixa, ou seja, no equilíbrio de ganhos e gastos inteligentes.

Moral da história #1: A riqueza é o resultado de pensamentos visionários e ações ousadas, não necessariamente de posições sociais confortáveis e aceitas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s